Vitamina D e Infecções

Tem sido observada em recém-nascidos e crianças uma associação entre deficiência de vitamina D e infecções respiratórias como bronquite, tuberculose, asma, rinite crônica, rinossinusite, entre outras.

No estudo recente publicado no British Medical Journal (BMJ), pesquisadores fizeram uma meta-análise de ensaios clínicos randomizados, duplo-cegos e controlados com placebo sobre suplementação com vitamina D3.

Pesquisas epidemiológicas destacam que os níveis baixos de vitamina D sérica esta associada a função pulmonar comprometida.

Dados de 10.933 indivíduos (idades entre 0 e 95 anos) de 25 ensaios elegíveis foram analisados para o estudo. A suplementação de vitamina D reduziu o risco de infecção respiratória aguda em todos os participantes.

Sabe-se que a vitamina D induz a produção de proteínas antimicrobianas, como a catelicidinaque possui efeitos bacterianos e antivirais, e a defensina ß-4, conferindo uma melhor resposta às infecções respiratórias.

Demonstrou-se que a indução destas proteínas ocorre no epitélio das vias aéreas. Além disso, a vitamina D pode modular a resposta inflamatória às infecções virais, uma vez que as células epiteliais das vias aéreas expostas à vitamina D produzem menos citocinas inflamatórias do que as células não expostas quando infectadas com vírus.

Pelos resultados, os pesquisadores concluíram que a suplementação de vitamina D é segura e protege contra a infecção respiratória aguda global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *